São Gabriel do Oeste/MS

13 de Novembro de 2018

Carregando...

Notícias

07/11/2018

Vereadora propõe construção de Centro Comercial nas instalações do Centro de Apoio ao Turista

Durante a última Sessão Ordinária desta terça-feira (06/11), a vereadora Rose Pires (MDB) fez uso do pequeno expediente, onde realizou novas proposições ao Executivo Municipal.

A parlamentar apresentou o Pedido de Providência n° 225/2018, no qual solicita que seja feito a limpeza nos arredores e dentro do Centro de Apoio ao Turista, localizado às margens da BR 163, no Bairro Milani.

Segundo a parlamentar “a solicitação de limpeza dentro e nos arredores do Centro de Apoio ao Turista” se faz necessária, pois o local está visivelmente sujo, ocasionando a proliferação de insetos e, com o período chuvoso, aumenta-se o risco de epidemias de dengue, zika e chikungunya em nossa cidade. “O referido local encontra-se em estado de abandono, servindo apenas para proliferação de insetos e mosquitos, criação de pombos, vindo a causar sérios riscos de saúde a nossa população, além de servir de abrigo para pessoas em situação de rua”, explicou.

A vereadora apresentou ainda a Indicação n° 056/2018, sugerindo que seja criado um Centro Comercial, no Centro de Apoio ao Turista, para a exposição e venda de produtos da agricultura familiar como verduras, hortaliças e artesanatos.

Rose justificou a indicação ressaltando que a população do município cresce a cada dia e se encontra desamparada de um Centro de Comercialização, com um atendimento eficiente e humanizado. “Muitos vendedores ambulantes não conseguem um espaço físico adequado para expor seus produtos, o que tem gerado grandes prejuízos a estes produtores que muitas vezes é a única fonte de renda da família”, concluiu.
 
A vereadora destacou ainda que o município conta com uma Feira Cultural no Centro de Eventos “Felipe Eduardo Grimm” para vendas destes produtos, porém a mesma funciona em dia determinado na semana, ou seja, somente na sexta-feira, não atendendo os interesses dos produtores. “A criação do Centro Comercial, além de garantir a comercialização da produção dos pequenos produtores, valorizará os artesãos e, conseqüentemente, a Cultura Local; garantirá a geração de trabalho e renda; aquecimento da economia local e, principalmente, uma destinação adequada para o prédio atualmente abandonado”, finalizou.
 

Autor - Milâni Rezende

SITE DESENVOLVIDO POR: